Soltei-os!

Soltei-os! Tive de o fazer.

Desde que chegaram cá a casa, tem sido a alegria de todos: são bichinhos lindos, cheios de apetite e energia, que adoram comer e saltar e trepar pelas grades da gaiola, ás vezes parece até que dançam…e passam todo o dia a cantar! Por vezes lutam por um pedacinho de laranja ou couve que tanto adoram….tentam puxar pelas penas um do outro…mas no fundo dão-se bem! Muitas vezes vão para o terraço, onde vários pardais passam a visitá-los e aproveitar as cascas de sementes que eventualmente eles deitem para fora.

Eu adoro animais e sou particularmente atraída por pássaros. Qualquer pássaro. Fico, simplesmente, maravilhada! Todas as combinações de cores, cantos e estratégias para conseguir comida. Aqueles corpinhos pequeninos, em cima de patinhas fininhas, voando e saltitando…ariscos…são lindos! A árvore do meu vizinho quase entra já pela janela do escritório no primeiro andar…tanto que ele até sugeriu cortá-la. Nem pensar! Há um casal de rolas que todos os anos faz ninho num ramo tão próximo da janela que quase lhes posso tocar! E ficam desde o ninho a observar-me, muito serenas.  E o terraço da cozinha tem sempre um pratinho de arroz e iguarias para pardais, melros e qualquer outra espécie que por lá queira passar. E ficámos a observá-los a uma distância segura para que não se assustem connosco.

E depois estão elas: as nossas caturras. De crista no ar, sempre reclamando mais um pedacito do que seja que estivermos a comer…afinadas, saltitantes…mas presas! Todos os outros pássaros vêm cá ter em liberdade: ou para fazer ninho próximo ou para vir buscar comida…mas vão e vem, como querem, para onde querem. E as caturras? Confinadas a uma gaiola. Uma gaiola com espaço, com água e comidas variadas…mas uma gaiola. Vendo os pardais que as visitam chegar e partir…

Quando era pequenina, os meus pais ofereceram-me um periquito. Durou 13 anos. Eu tinha 3 quando ele chegou a casa, tinha 16 quando morreu. Entretanto teve várias namoradas, ia para a praia connosco, saia da gaiola quando obrigado e voltava para lá assim que o deixassem. Parecia feliz lá. Mas…e estas?

Soltei-as. Imagina-las a voar em liberdade, talvez por uma última vez, deixa-me com o coração apertado. Mas também me sinto egoísta nesta situação. Já arranjaria uma desculpa para os meus pais: eu sei que eles sentem o mesmo que eu. Então, abri-lhes as portinhas da gaiola…deixei-as perceber o que se passava, afastei-me. Elas espreitavam, receosas. Finalmente a cinzenta aventurou-se, sempre com a amarela a refilar com ela desde a segurança das grades. Mas a cinzenta saiu. Explorou o espaço, observou o que a rodeava…esperou uma hora, duas horas…e voltou para a gaiola.

Realmente, creio ter sido a opção previsível: são aves que nasceram e estão a crescer em cativeiro. Provavelmente não arranjariam comida, não estão no seu habitat natural. Mas não consigo deixar de ter este sentimento contraditório: a alegria de acordar todos os dias de manhã como canto delas, e a sensação que temos dois bichinhos presos para nosso contentamento; os momentos divertidos de quando elas interagem connosco, já nos identificando como membros da família, e os momentos que que vejo os outros pássaros voando em liberdade… Não esperava ter esta mescla de sentimentos, quando a minha mãe me ligou eufórica a contar que tinham comprado o “casal de caturras mais lindo” que já tinham visto…

P.S.: este post foi escrito com um qualquer acordo ortográfico, ou com uma mistura de vários! Nunca pensei ter de voltar a estudar gramática com 32 anos! Parvoíce pegada. Perdoo-me a mim mesma qualquer de erro ortográfico proveniente desta misturada que inventaram só para mostrar que fazem alguma coisa. Quietinhos estavam eles bem!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s