Escada acima

Muitos arquitetos afirmam que, num espaço, para se conhecer a dignidade do arquiteto, há-que ir à casa de banho. E eu creio que, para conhecer a criatividade do arquiteto, há-que subir as escadas…ou descer! As escadas são muito mais do que meros elementos de circulação vertical num espaço. São muitas vezes, creio, o ponto alto de um espaço, a oportunidade de explorar a plasticidade dos materiais, de romper com a rigidez da envolvente, de marcar um ponto central, de clarificar a distribuição espacial. E também revelam caráter.

Sempre me senti particularmente fascinada por escadas, nunca consegui ter um bloco de escadas nos meus desenhos, precisamente porque cada escada é única, e cada uma é desenhada desde o zero.

E é por esse motivo que faço aqui uma compilação de escadas que gosto de ter na minha base de dados.

Jimmy Choo, Londres

05_Jimmy-Choo-Bond-Street

04_Jimmy-Choo-Bond-StreetCréditos imagens

A loja da Jimmy Choo em Londres, desenhada por David Collins Studio alia a elegância e o luxo, numa escada em mármore com fino acabamentos em gesso. A intenção de aliar um “detalhe refinado de um espaço de alta costura” com a intimidade de um closet de sonho.

Van Cleef & Arples, NY

08_Van-Cleef-and-Arpels

09_Van-Cleef-and-Arpels

Créditos imagens

Do estúdio Jouin Manku Studio surge uma escada ricamente trabalhada até ao detalhe. Não posso deixar de reparar na integração da iluminação neste elemento, que destaca a textura e amplia leveza a esta estrutura.

(um aparte de iluminação) Reparem também nesta última foto, à esquerda. As jóias tem iluminação própria, incluída no expositor, e não é um acaso, pois a distância da fonte de luz ao objeto está diretamente relacionada ao valor desse mesmo objeto, ou seja, quanto mais valioso é um objeto, mais próxima a fonte de luz se encontra deste. Reparem da próxima vez que entrarem numa joalharia.

Mas voltando às escadas:

SOHO, Shangai

Soho Shangai Zaha Hadid

Crédito imagens

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Crédito imagens

Zaha Hadid! Como não! Inaugurada em 2012, esta escada é escultórica, seguramente não reúne consensos, mas a mim já me conquistou.

E…the last but not the least, ou: a cereja no topo do bolo:

Armani Store Fifth Avenue, NY

Armani Fuksas

Crédito imagem

---ramon-prat-armani-new-york-fuksas-009-435645_0x420_Vogue_it

---ramon-prat-armani-new-york-fuksas-006-162090_0x420_Vogue_it

03-2728242_0x420_Vogue_it

02-2188354_0x420_Vogue_it

Créditos imagens

Geralmente, nesta gama de “arquitetura futurística”, a Zaha Hadid fica com o ouro, no entanto, (e para mim, obviamente), Massimiliano Fuksas, deslumbrou! Esta escada é plástica, escultórica, atrevo-me a dizer emocionante (apesar de não ter tido oportunidade de a pisar) e, funcional!

Mas…nesta série “orgânica”…o Mestre Oscar Niemeyer será sempre, para mim, vencedor! A minha admiração pela sua arquitetura é enorme, pela forma como domina a curva, e a transforma numa geometria com sentido, pela forma como “não poderia ser outra senão esta” a cada momento:

 01

02

03

05

BlogCréditos imagens

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s